Quais são as vantagens e desvantagens da caderneta de poupança?

De 2012 para cá, a caderneta de poupança já não é mais considerada o investimento mais rentável para os que estão pensando em poupar. Isso porque, a partir desta data, as novas regras eliminaram a obrigatoriedade do pagamento de rendimentos fixos mínimos de 0,5% do valor poupado ao mês.
Com a medida, as taxas de rendimento das cadernetas de poupança se tornaram extremamente baixas, fazendo com que o investimento só seja valioso a longo prazo.

Vantagens da caderneta de poupança

Um dos principais benefícios do investimento em cadernetas de poupança diz respeito à liquidez, uma vez que os valores depositados em contas poupança podem ser sacados a qualquer momento. Embora a liquidez deste investimento seja boa, ela é perdida caso o dinheiro não seja sacado antes do aniversário de 30 dias após o depósito. Outras alternativas de investimento podem oferecer a mesma liquidez, porém, com a diferença do imediatismo.
Um forte diferencial da caderneta de poupança, por outro lado, é a ausência total de taxas administrativas, visto que os bancos não cobram absolutamente nada para cuidar do dinheiro do poupador. Além disso, também não há tributos incidentes (como IOF ou IR) em ganhos de caderneta.
Também não há grande risco na realização de investimentos em cadernetas de poupança (caso os valores depositados sejam baixos). Contas com até R$60 mil na poupança são 100% restituídas em casos de liquidação ou falência da instituição bancária em questão.

Desvantagens da caderneta de poupança

A rentabilidade da caderneta de poupança é ruim, principalmente quando comparada a outros investimentos financeiros. Além disso, hoje em dia o retorno sempre fica abaixo da inflação. O risco de crédito também é outra desvantagem da caderneta de poupança para os grandes investidores. Isso ocorre uma vez que, se o banco quebrar, o indivíduo só tem direito a receber o valor de até R$250 mil.
No curto prazo, a poupança não vale a pena. Se o valor depositado ficar na conta por menos de 30 dias, por exemplo, o rendimento nem sequer chega a ser creditado. Sendo assim, se você precisa de um investimento rápido, a caderneta de poupança certamente não é recomendada.
Para pessoas jurídicas, este tipo de investimento deve ser totalmente evitado, já que ele passa longe de ser o mais rentável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *